7 Dicas para quem quer fazer o financiamento de veículo

Fazer o financiamento de veículo é a realização de um sonho para muitas pessoas.

Porém muitos brasileiros acabam tornando esse momento um pesadelo pela simples de falta de informação. É por esse motivo que reunimos 7 dicas bastante importantes para que nossos leitores consigam fazer um bom negócio.

Lembrando que nós do Notícia Brasileira sempre vamos incentivar o consumo consciente de qualquer linha de crédito. Mas vamos sempre trazer conteúdo informativo de qualidade para ajudar os nossos leitores.

Seja para quem quer fazer o financiamento de veículo novo ou usado, confira o que foi preparado!

7 dicas para fazer um bom negócio no financiamento de veículo

financiamento de veículo

Atualmente está cada vez mais fácil conseguir adquirir um carro ou moto, já que alguns bancos e instituições financeiras permitem parcelamentos que chegam até em 80 vezes. Mas vamos as seguintes dicas:

1- Conheça e escolha um dos modelos de financiamento compatível com a sua realidade

Existem algumas possibilidades para quem deseja fazer o financiamento de veículo, seja em relação a taxa de juros, quantidade de parcelas e afins.

ANÚNCIO

Conhecer essas possibilidades e escolher uma que realmente vale a pena é um grande diferencial na contratação da linha de crédito. Como por exemplo:

Banco

Geralmente o banco libera um crédito para que o solicitante possa fazer a compra do veículo à vista. Mas é importante negociar as taxas de juros antes de simplesmente fechar o empréstimo.

Consórcio

Essa é uma alternativa para quem não possuí tanta pressa assim, já que a forma de liberação do veículo é a contemplação através de um sorteio mensal.

O interessado (a) faz parte de um grupo de pessoas, onde a cada mês um recebe o veículo, até o fim contrato de forma que todos recebam.

Concessionária

Em algumas concessionárias é possível encontrar as menores taxas de juros, chegando a 1%, por exemplo. Mas é importante saber que geralmente o valor das parcelas tende a ser um pouco pesado.

Leasing

É uma boa alternativa para quem já possuí um valor considerável para oferecer como entrada. Nessa linha de crédito não há cobrança de IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras), o que existe nas demais.

2- Tenha um valor de entrada

Quanto maior for o valor da entrada, mais será possível negociar as taxas de juros, tempo de pagamento e valor das parcelas.

Geralmente o mais indicado é ter de 25% a 30% do valor total do veículo. Também é uma boa possibilidade para que o interessado (a) consiga negociar o modelo do seu interesse.

Vá preparado (a) para uma negociação de fato no momento da compra. É natural que os vendedores queiram lucrar em cima dessa transação, por isso se prepare antes de chegar em uma concessionária, loja ou até mesmo diretamente com o proprietário do carro ou moto.

3- Não se esqueça dos custos extras

Ter um carro, na grande maioria das vezes, não é um investimento e sim mais um custo (existem exceções).

Por esse motivo não se esqueça de considerar que no mesmo instante que as parcelas estarão sendo devidamente cobradas, podem existir necessidades extras com o veículo.

Gasolina, impostos, seguros e manutenção, são pontos que não podem ser deixados de lado. Ficar com o orçamento no limite pode não ser um bom negócio.

4- Saiba o real custo do financiamento de veículo

Realizar o sonho de ter o carro ou moto tem um preço e não estamos falando apenas das taxas de juros. O consumidor precisa conhecer também a CET (Custo Efetivo Total), que representa as despesas do parcelamento através da cobrança de uma taxa anual que engloba juros, tarifas, seguro, IOF e encargos.

Por isso faça todos os cálculos possíveis para ter certeza que o financiamento realmente vai valer a pena durante e até o final do contrato de crédito.

5- Pesquises as taxas de mercado

O mais indicado é pesquisas as taxas de mercado em todos os locais possíveis, pois dessa forma o consumidor vai sentir a real diferença entre financeiras e bancos.

Não feche o empréstimo com a primeira instituição que oferecer o financiamento. Por mais tentadora que possa parecer a situação, lembre-se de que é a sua vida financeira que está em jogo.

6- O seu sonho não pode custar a sua paz

Lembre-se de que realizar um sonho é algo que deve causar prazer e a sensação de missão cumprida. Fazer um financiamento sem poder, pode acabar gerando frustrações e problemas enormes.

Quem não paga as parcelas do financiamento em dia pode a qualquer momento, ver o seu veículo sendo tomado pela instituição que concedeu o crédito e levando o mesmo à leilão.

Dicas de número 7 (dicas bônus)

Como já foi mencionado anteriormente, nós do Notícia Brasileira sempre vamos incentivar o consumo consciente de financiamentos e empréstimos num geral.

Na maior parte das vezes, os consumidores tendem a comprar veículos por impulso, sem realmente pensar e calcular na ponta do lápis a situação.

Pense e avalie a possibilidade de investir o seu dinheiro mês a mês no Tesouro Direito, por exemplo e assim ao fim de um determinado período, o dinheiro estará completo e disponível para comprar um carro à vista e o melhor: sem parcelas e sem juros.

Assim o dinheiro trabalha ao seu favor e não o contrário!

Gostou do artigo?

Aproveite também e nos acompanhe no Facebook e no Instagram.

* Imagem por Canva.

Importante: Este site faz uso de cookies para que você tenha uma melhor experiência. Conheça nossa nova Política de Privacidade.
Scroll to Top